As ações em curso contribuirão para a capacitação e qualificação de muitos agentes de mudança ligados à rede e outros que não estando ligados poderão fazer parte deste eco-sistema de mudança: decisores políticos, técnicos e outros funcionários dos serviços públicos, dirigentes e trabalhadores de associações, IPSS, Cooperativas e Fundações, educadores, empresári@s, pais, avós e cidadãos do Algarve em geral.

Todas as formações destinam-se a:
Docentes, Educadores e Facilitadores de aprendizagens;
Gestores de projetos e de organizações da sociedade civil;
Técnicos de instituições públicas;
Decisores públicos;
Membros de orgãos sociais de organizações da sociedade civil;
Gestores de empresas;
Todas as pessoas interessadas em alargar horizontes e contactar com instrumentos e ferramentas de trabalho inovadoras que apoiem a criação de soluções para os grandes desafios que enfrentamos nas organizações e comunidades neste III milénio.

Calendário de Formação

2017

Novembro
Introdução ao Social Presencing Theatre: Uma experiência de aprendizagem criativa baseada no corpo e na consciência
Dezembro
Sociocracia 3.0

2018
Janeiro
A ARTE DA LIDERANÇA PARTICIPATIVA: A Arte de Anfitriar Conversas Profundas para Gerar Impacto Positivo (Art of Hosting)
Fevereiro
Artistas do Invísivel – A Caminho de uma nova prática de Mudança
A Delicate Activism – An Invitation Towards a Practice that is Alive

Início

Outras ofertas disponíveis
Introdução à Educação Global – uma perspectiva crítica
Introdução à Teoria U – Aprendizagem pelo futuro emergente
A Perspetiva Sistémica da Vida
Educação para o Desenvolvimento – além da sustentabilidade
Introdução à Permacultura Urbana

Inscrições

As inscrições para cada formação são realizadas através deste formulário online. Chamamos a atenção que as inscrições em todas as formações só se tornam válidas após a confirmação do pagamento da respetiva contribuição para a participação. Na maior parte das formações, oferecemos preços reduzidos para inscrições antecipadas, aconselhando todas as pessoas interessadas para que façam a sua inscrição previamente.

Não queremos que os custos sejam um entrave à sua participação caso sinta que determinada formação é fundamental para o seu percurso de vida, e não possa, neste momento, fazer face ao respetivo custo. Estamos disponíveis para atribuir algumas vagas com bolsas sempre que isso seja possível e se justifique. Se for este o seu caso não hesite em partilhar a sua situação explanando o pedido para o nosso email: recifealgarve@gmail.com e preenchendo o formulário de inscrição.

Descritivos das Ações de Formação

Introdução ao Social Presencing Theatre: Uma experiência de aprendizagem criativa baseada no corpo e na consciência

Datas: 11 de Novembro de 2017, Centro UPAYA em Lisboa.

Social Presencing Theatre

O que é?
O Social Presencing Theatre é uma metodologia social inovadora desenvolvida pela Arawana Hayashi (Presencing Institute) para entender a realidade atual e explorar futuras possibilidades emergentes, através de práticas individuais e coletivas (grupos, organizações, comunidades) de atenção plena enraizada no corpo, promovendo-se o desenvolvimento de capacidades de liderança sensível e transformação sistémica. Isto não é “teatro” no sentido convencional, mas usa posturas e movimentos corporais simples para dissolver conceitos limitativos, para comunicar diretamente, aceder à intuição e tornar visíveis tanto a realidade atual como os pontos de alavancagem mais profundos, muitas vezes invisíveis, para criar mudanças profundas..

pgf14_05_spt

 

A formação foi cancelada por motivos de força maior mas o facilitador Vasco Gaspar disponibilizou-se a realizar uma sessão gratuita no dia 11, no Centro UPAYA em Lisboa.

Informações sobre o facilitador Vasco Gaspar em http://vascogaspar.com/

Caso estejas interessado(a) em vir participar, entra em contato connosco via email – recifealgarve@gmail.com

Esta formação é organizada com a colaboração da Comunidade de Empreendedores Evolucionários João Sem Medo

JoãoSemMedo_Logo

Introdução à Sociocracia 3.0

Datas por confirmar

Gostava que a sua organização fosse mais dinâmica e capaz de enfrentar as rápidas mudanças do mundo atual?
As pessoas estão à procura de modelos menos hierárquicos para navegar a complexidade e o crescente ritmo de mudança. Existe a necessidade de criar processos e estruturas que apoiem uma colaboração eficaz e que transformem o conflito em oportunidades de aprender e crescer.
A Sociocracia 3.0 é uma linguagem de padrões baseada em princípios para uma colaboração mais consciente.

O DESAFIO DIANTE DE NÓS
Ambientes complexos e em rápida mudança estão a ultrapassar a capacidade de adaptação das organizações, comunidades e redes. Estamos a ser convidados a desenvolver soluções alternativas para cuidar de velhos problemas e a assumir uma nova perspectiva que respeite tanto as nossas necessidades individuais quanto a necessidade urgente de desenvolvermos organizações mais integradas, humanas e interdependentes.

ESTE CURSO É PARA QUEM QUER

  • Aumentar o envolvimento, comprometimento, criatividade e iniciativa dos membros da sua organização;
  • Criar uma cultura colaborativa alinhada a um propósito comum;
  • Melhorar o fluxo de comunicação na sua organização;
  • Tomar melhores decisões com reuniões mais eficazes;
  • Sair do centro do seu projeto para que outros possam crescer e ajudá-lo a expandir;
  • Sentir confiança na distribuição de responsabilidades e autoridade;
  • Ferramentas para organizar o caos e expandir a organização sem ter que cair no comando e controlo;
  • Desenvolver liderança, autonomia e colaboração em todos os envolvidos na organização.

sociocracia-3-0

Este curso introdutório em Loulé é perfeito para quem quer ter um primeiro contato com a Sociocracia, entender o seu funcionamento, os diferentes tipos de práticas e processos e começar o seu estudo sobre esta tecnologia social.

palestra-de-introducao-a-sociocracia-30-20160321-25-638
CINCO BOAS RAZÕES PARA USAR A S3
É um sistema aberto: faça com ele o que quiser, use apenas aquilo que precisa, misture, amplie e adapte como quiser. São padrões e processos modulares que tornam fácil a adaptação ao método.
Inovadora: novas maneiras de desenvolver a estrutura organizacional.
Livre: recursos grátis, não precisa de certificação para praticar, elimina as barreiras para a adoção.
Eficaz: Princípios e ferramentas que foram testados durante décadas em muitas organizações
Executável: qualquer que seja a sua situação ou ponto de evolução, na Sociocracia 3.0 irá descobrir maneiras de ajudar a sua organização a melhorar.
Prático: apenas o essencial, práticas baseadas no bom senso e processos simples.
Inclusiva: integrada com princípios do pensamento Lean and agile, comunicação não violenta, Sociocracia, holacracia.
FACILITAÇÃO
Xana Piteira e Maria Rute Costa trabalham juntas desde 2012. Com várias formações e experiências em aprendizagem participativa e ferramentas de dinâmicas organizacionais e comunitárias, encontram na Sociocracia 3.0 a motivação para o trabalho colaborativo. Desde então têm aplicado S3 em vários contextos e aceite convites para partilhar essa experiência, assim como os fundamentos básicos para a sua aplicação através do coletivo OrlaDesign.
Número mínimo de 10 participantes.

A ARTE DA LIDERANÇA PARTICIPATIVA: A Arte de Anfitriar Conversas Profundas para Gerar Impacto Positivo (Art of Hosting)

Datas: por confirmar
“Este nosso mundo está grávido de outro mundo”
Eduardo Galeano

Convite AoH Algarve

Este é um convite para explorar um conjunto de questões que nos inquietam neste trabalho de parto de um mundo novo:

Como podemos co-criar comunidades e espaços de aprendizagem que nos permitam encontrar respostas e praticar qualidades de presença, individual e colectiva, que ‘abracem’ as dimensões do ser humano?

Existirá para além das metodologias e competências que temos vindo a desenvolver outro tipo de trabalho que tenhamos de nos empenhar?

De que modo podemos saber e como preparar-nos para que as possamos desenvolver? Qual a relevância desse trabalho na determinação em sermos os parteiros deste mundo melhor que pulsa dentro deste nosso mundo velho?

art-of-hosting-pt2

Está hesitante?
Esta formação é para quem sente que os modelos e práticas de construção coletiva atuais, continuam a reproduzir soluções que não satisfazem as necessidades reais das pessoas.

Convidamos todas as pessoas que gostariam de explorar práticas de diálogo, co-criação, colaboração e cooperação emergentes de forma a facilitar processos vivos de uma forma mais orgânica em sintonia com a própria vida.

Se facilita processos de aprendizagem, colaboração, co-criação, inovação, cooperação, com grupos, equipas de trabalho, parcerias ou comunidades locais, esta formação é para si!

Para mais informações consultem a página da Art of Hosting Portugal: http://artofhostingportugal.weebly.com/

Ou as duas brochuras do evento:

Convite AoH Algarve

Brochura triplica AoH Algarve

Custo de inscrição:

INDIVIDUAL:
250 € (acrescido de IVA à taxa em vigor)

EMPRESA*:
375 € (acrescido de IVA à taxa em vigor)

Inscrições através de formulário online.

 

Artistas do Invisível – A Caminho de uma nova prática de Mudança

1 a 4 de Fevereiro de 2018 (dias completos de trabalho em formato não residencial)

Evento Recife 2018

Cada vez que atuamos dentro de um contexto social, somos confrontados com um mundo recheado de complexidades e contradições que nos podem causar aflição e influenciar as nossas relações, a nossa participação civica e as nossas intervenções sociais. Tudo isto pode desmobilizar-nos ou levar-nos a uma abordagem de gestão – basta que encontremos um mapa com as coordenadas precisas, os planos estratégicos e planos de ação predeterminados, que o mundo irá moldar-se às nossas ambições. Esta atuação que muitos de nós, servidores da mudança, eventualmente incorporam, impede-nos de reconhecer os mesmos aspectos sombrios do nosso inconsciente que alimentam os processos vivos dos organismos sociais. As nossas respostas geralmente indicam a necessidade de controlar a vida. Mas as nossas próprias tentativas de “gerir” esses caminhos podem estar a criar os “problemas” que então nos dominam. A maneira como estamos a responder às múltiplas crises do nosso tempo pode muito bem fazer parte da própria crise. O nosso desafio pode ser que, para efetivar mudanças, nos tornemos tão instrumentais nas nossas ações que exibimos os mesmos comportamentos que ameaçam o tecido vivo do nosso mundo.

Esta formação é para cidadãos/ãs das mais diversas áreas de atuação, que estão interessados/as em praticar – e também construir colaborativamente – a arte da atuação e intervenção social, a partir de uma perspectiva mais humana e orgânica.

Podem encontrar mais informação na Brochura da Formação.

Apresentamos uma entrevista realizada com a equipa de formadores onde se desvenda um pouco do que poderão explorar durante o curso. Para visualizar siga este link.

A equipa
Este workshop será liderado por Allan Kaplan e Sue Davidoff da Iniciativa Proteus da África do Sul, uma iniciativa global que trabalha para desenvolver abordagens verdadeiramente alternativas e radicais para práticas socio-ecológicas e educacionais que melhorem a vida.

Allan Kaplan e Sue Davidoff são profissionais de desenvolvimento, professores e escritores. Eles são os autores de, entre outros, The Development Practitioner’s Handbook e Artists of Invisible, e The Learning School, respectivamente: juntos eles escreveram A Delicate Activism. Eles trabalham internacionalmente fora de The Proteus Initiative – http://www.proteusinitiative.org/ (baseado em Cape Town, Africa do Sul), fundado como um veículo para o desenvolvimento dos métodos orgânicos e holísticos de J.W. von Goethe numa nova compreensão e abordagem para a esfera da renovação social. O seu trabalho é uma tentativa de perceber as consequências completas da verdadeira participação, da complexidade sócio-ecológica e de uma consciência emergente que mantém a liberdade e a responsabilidade como uma polaridade generativa na busca da totalidade. Juntos, também estabeleceram a região selvagem de Towerland na África do Sul como um espaço para a natureza e para a aprendizagem que pode vir através da imersão e da comunhão com a natureza.

Local – Loulé
Custo – 175 euros para membros da RECIFE e da JOÃO SEM MEDO; 225 euros para outros interessados (mais IVA)(não inclui alimentação, alojamento e transportes). Oferecemos 10% de desconto para inscrições realizadas até 1 de Novembro de 2017.

Se sentes ressonância com este convite, marca as datas na tua agenda e inscreve-te já através do nosso formulário online

Organizado em colaboração com a Comunidade de Empreendedores Evolucionários João Sem Medo.

JoãoSemMedo_Logo

 

A Delicate Activism – An Invitation Towards a Practice that is Alive

2018_02_InternationalCourse

6th to 10th of February 2018 (Full working days in residential format)

The instrumental nature of much contemporary social activism has become a contributing factor to – rather than a resolution of – the rapid and escalating social and ecological crises that beset our world. Our urgency to achieve change often unfolds a calculative, strategic mindset; results, rather than process, become primary. Yet a closer look at how life actually lives reveals that means are the ends that we arrive at – that our points of departure foretell our places of arrival.

The approach introduced in these five days offers the possibility to understand and work with radically different, more appropriate, more organic approaches to social and ecological process and practice. To work in ways that are respectful of the complexity and true nature of our challenges. Encountering the problems we face in the world today requires the exercise of a responsive creativity premised on our own transformation in the process of engagement. This, we suggest, is built through the disciplined practice of observation as it enters the living processes through which life on earth unfolds. These five days introduce a grounded, aware, engaged and imaginative interpersonal practice.

Read the full Course brochure.

We are happy to share an interview with the facilitators, Allan Kaplan and Sue Davidoff where they unfold some of the aspects of their work that will be explored with us in February 2018. Just follow this link.

Pratical Information:
Location: Set amidst the hills, in a beautiful valley in the heart of Algarve, the Monte Mariposa Retreat Centre will offer the possibility of a deep individual and group immersion.
http://montemariposa.co.uk/

Arrivals to Faro (closest airport) are expected on the 5th of February and departures on the 11th of February 2018.

Registration fee: 650 euros (early bird before 31st of October); 720 euros after that. Registrations are limited to 24 participants.
The fee covers all costs related with board, lodging, and course related work and materials. The travel costs from your place to the venue are not included.

Hosts Bios

Allan Kaplan and Sue Davidoff are development practitioners, teachers and writers. They are the authors of The Development Practitioner’s Handbook and Artists of Invisible, and of The Learning School, respectively; together they have written A Delicate Activism. They work in the field of social phenomenology, drawn more specifically from the approach and methods developed by JW von Goethe. Their activism includes the leading of long-term and accredited programmes in Reflective Social Practice (which some call a Delicate Activism). Their work is an attempt to realise the full consequences of true participation, of socio-ecological complexity, and of polarity in the generative quest for wholeness. They have established the Proteus Initiative (www.proteusinitiative.org) as a vehicle for doing this. They have also established the Towerland Wilderness Retreat (www.towerlandwilderness.org) as a space for nature and for the learning that may come through immersion in, and communion with, nature.

If this invitation resonated with you, book the dates and fill in this registration form and we will send you asap the details for payment to confirm your place.

For further inquiries, you can call us to +351.925001450 or send an email.
Find more information about hosts and facilitators work at:
https://recifealgarve.wordpress.com/
http://www.emergencenetwork.org/
http://www.proteusinitiative.org/Arise_logocores

This course is promoted with the supported of Arise Education.

 

 

Em qualquer data mediante solicitação por parte de entidades ou quando 10 pessoas se tenham inscrito:

Introdução à Educação Global – uma perspectiva crítica

globalization-and-global-education-1-638

Diante dos enormes desafios e das múltiplas crises que emergem de um mundo altamente complexo, interdependente e incerto, parece, mais do que nunca, que precisamos de uma resposta educativa global, suficientemente robusta para preparar os cidadãos para este mundo globalizado.

A educação global tem-se vindo a tornar moda nos círculos educacionais e nas políticas governamentais europeias nos últimos anos. Novas estratégias e iniciativas foram estabelecidas e os educadores são encorajados a “levar o mundo às suas salas de aula” abordando questões e perspectivas globais relacionadas com a justiça social, interdependência, diversidade, direitos humanos, paz e desenvolvimento sustentável. Isso representa um passo significativo na criação de oportunidades educacionais para que os alunos sejam equipados para imaginar e criar um mundo além dos níveis de desigualdade que enfrentamos hoje.

Diante dos enormes desafios e das múltiplas crises que emergem de um mundo altamente complexo, interdependente e incerto, parece, mais do que nunca, que precisamos de uma resposta educativa global, suficientemente robusta para preparar os cidadãos para este mundo globalizado. Esta ação não irá desafiar isso.

No entanto, muitas vezes, as abordagens da educação global na Europa abordam a agenda para o desenvolvimento de uma maneira que deixa muitas suposições por examinar e ignora como esta agenda é reinterpretada noutros contextos. Não abordar essas diferentes leituras pode resultar no reforço não-crítico de noções de supremacia e universalidade das nossas maneiras de ver (ocidentais), que podem reproduzir relações desiguais de diálogo e poder e subestimar outros sistemas de conhecimento.

O objectivo desta ação é explorar esta lacuna percebida.

global-education-1

Programa

  1. Pertinência e conceitos
  2. Visão pós-colonialista e perspectivas críticas
  3. Abordagens metodológicas

Duração de 6 horas.

Introdução à Teoria U – Aprendizagem pelo futuro emergente

Esta ação de curta duração é uma introdução à Teoria U: “Como facilitar inovação e mudanças profundas a nível pessoal, organizacional e da sociedade”.

Aqui estão algumas questões que podem ajudar a decidir se esta ação é para si:

  • Existe alguma situação na sua vida em que pareça não existir solução?
  • A inovação é uma miragem no seu trabalho?
  • Precisa de um processo que possa criar novas soluções sustentáveis para os desafios que constantemente surgem?
  • Procura formas colaborativas de trabalhar com pessoas diversas?

Se respondeu sim a uma destas questões, esta ação pode abrir-lhe caminho para algumas aprendizagens profundamente transformadoras.

teoria_u

Descrição da ação

A Teoria U (também conhecida como Processo U) é uma tecnologia social desenhada para lidar com problemas complexos, facilitar mudanças sistémicas profundas e incentivar inovação e colaboração. A Teoria U pode ser aplicada a desafios complexos a nível pessoal, organizacional e da sociedade em geral.

Porque são essenciais as competências desenvolvidas pela Teoria U? Vivemos tempos complexos e de mudanças muito rápidas. Somos confrontados com falhas institucionais e sistémicas massivas. Criamos coletivamente resultados que ninguém quer: colapsos financeiros e económicos, mudanças climáticas, aumento da pobreza, extinções em massa, entre outros. As nossas instituições políticas, económicas e educacionais estão em crise. Precisamos aprender novas formas de concretizar as mudanças que necessitamos. As abordagens tradicionais à facilitação da mudança, da inovação e da resolução de desafios complexos, não estão a produzir os resultados que queremos.

A Teoria U sugere que, para enfrentarmos os desafios atuais, precisamos de um ciclo de aprendizagem mais profundo baseado no sentir o futuro emergente, em vez de simplesmente olhar para a experiência passada. O que é preciso é um processo de aprendizagem que nos dê as competências para nos sintonizarmos com possibilidades futuras e realizá-las efetivamente juntos.

Módulos

  1. Pensamento Sistémico
  2. Introdução à Teoria U
  3. Teoria U – novas perspectivas educativas

Duração de 6 horas.

A Perspetiva Sistémica da Vida

systems-view-of-life

O nosso tempo – volátil, incerto, complexo, ambíguo e polarizado – exige novas maneiras de pensar e agir. Nossos sistemas formais estão totalmente divorciados da vida real. O Pensamento Sistémico convida ao alinhamento da nossa forma de pensar com a forma como o mundo realmente funciona.

Esta ação de formação é uma introdução prática à Perspetiva Sistémica da Vida. Abrange uma introdução à linguagem fundamental dos sistemas. Casos reais, do dia a dia, formam a base dos exercícios.

slide_3

Que fique claro: esta formação não fará de si um Pensador Sistémico. O caminho é longo e não tem fim. O grande objetivo é apresentar esta perspetiva sistémica e sua utilidade nos dias de hoje. Por isso vamos:

Conhecer e compreender:

  1. A transição do determinismo para uma perspectiva sistémica da vida
  2. Sistemas: Conceitos e Linguagem Fundamental

Desenvolver competências e experimentar ferramentas para:

  1. Compreender um Sistema como um Todo
  2. Capturar a Dinâmica de um Sistema (e dançar com ele)
  3. Explorar o seu uso em processos educativos

Duração de 6 horas.

Educação para o Desenvolvimento – além da sustentabilidade

O modelo de desenvolvimento capitalista está a levar o planeta e a humanidade à exaustão. Esta formação explora os limites da estória única do capitalismo e introduz narrativas emergentes de desenvolvimento além dos discursos disfarçados com novas roupagens sobre sustentabilidade que perpetuam este sistema destrutivo.

education-text

Programa:

  1. O que entendemos por desenvolvimento?
  2. Desenvolvimento e os desafios da atualidade
  3. Outros olhares emergentes sobre desenvolvimento
  4. Abordagens criticas ao desenvolvimento e sua exploração em sala de aula

Duração de 6 horas.

Introdução à Permacultura Urbana

permacultura-urbana-1024x495

220px-visao_permacultural_cores_pt_br-svgPermacultura é um sistema de Design que abrange um conjunto de técnicas e ferramentas, baseadas fundamentalmente em 3 éticas: cuidar da terra, cuidar das pessoas e partilha de excedentes. O Design de Permacultura procura reintegrar o ser Humano n
o Ecossistema de forma a mudar o paradigma da nossa pegada ecológica em pró-atividade Regenerativa, “Trabalhar com, em vez de contra a natureza”. Neste curso de Introdução à Permacultura Urbana vamos explorar métodos que mais eficazmente nos auxiliem a fechar ciclos, transformando desperdícios em recursos no contexto mais relevante por densidade habitacional, as CIDADES!

Duração de 20 horas.

Início

Advertisements