Governos nacionais, executivos locais, organizações e cidadãos por todo o mundo, estão a começar a despertar para o facto  de os negócios, a sociedade e os ecossistemas estarem interconectados, de muitos dos sistemas, instituições e organizações que temos hoje, já não servirem os propósitos que as criaram. Estamos também a começar a ver o potencial transformador das tecnologias exponenciais as quais nos permitem espalhar ideias, experimentar soluções e inspirar ações como nunca antes tinha sido possível.

Uma nova economia, colaborativa e pró-social está a emergir, mais localizada e baseada em necessidades reais das comunidades, com uma perspectiva de futuro que procura preservar e regenerar os ecossistemas para as gerações futuras. Esta é a altura para mais modelos de aprendizagem,  criados e organizados de forma mais dinâmica, colaborativos e intencionais começarem a emergir no Algarve.

 

Advertisements